sexta-feira, 25 de março de 2011

Grigori Rasputin - Parte I






Grigoriy Yefimovich Rasputin nascido em Pokrovikoie, Sibéria, no dia 22 de janeiro de 1869. Conhecido e popularizado místico desde a infância como no caso do político russo Stolypin, quando ao passar de carruagem pelo jovem Grigoriy ainda criança na estrada, Rasputin o acenou e o alertou que a morte se aproximava: "A morte é para você, a morte está se aproximando!". Tal como havia dito aconteceu, Stolypin padeceu no dia seguinte vitimado por disparos de arma de fogo. Cresceu em uma localidade que ao mesmo tempo em que contemplava festas com mulheres, muita vodca e brigas também havia o espaço para a religiosidade, onde ali perto, em uma igraje estavam depositados os restos mortais de São Simão.

Aos dezoito anos, Grigori Rasputin teve um encontro com o bispo de Barnaull. Em seguida, inesperadamente, passou a interessar-se por religião e decidiu viajar ao mosteiro de Verkhoture. Pouco tempo depois começa a seguir as doutrinas da seita Khlysty Muito famoso com as mulheres, Rasputin tinha fama de pervertido, depravado e tarado.

Pouco tempo depois retorna à terra natal e casa-se com uma jovem chamada Praskovia Fyodorovna. Este matrimônio rendeu três filhos ao casal: Dimitri, Maria e Varvara, nascidos em 1897, 1898 e 1900, respectivamente (outras fontes especulam quatro filhos do casal). Porém, o casamento foi breve e Rasputin abandonou o lar.

Vagou pelo mundo, principalmente em locais ditos como santos e de peregrinações, Monte Athos, Jeruzalém, Grécia. Mesmo a sua passagem pelo mosteiro de (Flagelantes), que pregava a salvação vinda do pecado, principalmente o pecado da carne. "Se para a salvação do espírito é necessário o arrependimento, e para o arrependimento é preciso o pecado. Então o espírito que quer ser salvo, deve começar a pecar o quanto antes".Verkhoture sendo curta, e sem receber qualquer tipo de treinamento espiritual, as pessoas passam a considerá-lo com poderes especiais como a cura de enfermos e previsões do futuro, onde passaram a considerá-lo um sábio religioso.

Em pouco tempo Rasputin ficou conhecido como "homem santo", onde fiéis a procura de milagres o procuravam e lhe ofertavam comida, roupas e dinheiro. Ficou conhecido em boa parte da Europa Central. Rasputin contava que, um dia, arando as terras, recebeu uma revelação divina. Surgiu-lhe um anjo que entoou um canto místico e lhe atribuiu a missão espiritual de ajudar os necessitados.

Sua importância religiosa se torna tanta que chega a causar preocupação a alguns religiosos locais, onde conta-se que o Monge Iliodor, um de seus opositores chegou a mandar à casa de Rasputin uma mulher (prostituta) com o intuito de matá-lo, onde quase teve êxito, a mulher esfaqueou Grigori que sobreviveu ao ataque.

Esta é somente a primeira parte da vida dessa intrigante figura histórica, que foi santificado por alguns, amado por algumas e odiado por outros.

Um comentário:

  1. Olá, gostei muito do trabalho em seu blog. É muito legal, pois aborta temas variados em seus posts. Já estou seguindo seu blog, se desejar conhecer meu blog o endereço é http://www.construindohistoriahoje.blogspot.com
    Um abraço,
    Leandro CHH

    ResponderExcluir